O MARKETING DA MENTIRA

Não é de hoje que, como consumidores, somos enganados por todo tipo de comunicações erradas ou mesmo mentiras recebidas dos mais diversos tipos de empresas do mercado.

Em tempos de comunicação veloz, múltiplas fontes e diversos meios de acesso seria de se esperar um pouco mais de seriedade neste tipo de serviço ao cliente, mas infelizmente não é isto que temos visto acontecer.

Muitos meios de comunicação estão caindo em descrédito por serem parciais e tendenciosos em suas mensagens. Muitas empresas praticam o marketing da mentira e acabam por afastar antigos clientes e potenciais consumidores de seus produtos e serviços.

Pior do que não conseguir diferenciar um produto pelo simples fato que diferenças ali não existem é tentar inventar diferenciais inexistentes. Isto envia uma falsa mensagem direta ao segmento de mercado onde a marca queria se estabelecer.

O uso de palavras fortes, empoderadas, muitas em inglês, mensagens motivadoras, cores, músicas, promoções e outros truques muitas vezes nos dão a pista de que mais uma enganação está chegando pela frente. No exagero muitas vezes se escondem as falsas afirmações.

A tempos que os profissionais de marketing e publicidade carregam um certo estigma por mentiras ou grandes exageros usados em alguns comerciais para tentar manter a boa imagem da empresa diante do público em geral.

Pior é que o senso comum muitas vezes acredita que é dever do marqueteiro mentir sempre que necessário para atingir as metas de faturamento. E muitos dizem não acreditar que seja possível falar a verdade em um texto publicitário!

Muitas vezes ouvimos comerciais que falavam de produtos revolucionários, que iriam mudar para sempre a nossa maneira de fazer uma atividade e, no fim, tratava-se de um produto que, não só não mudava nada, como na maioria das vezes, sequer funcionava direito.

Por outro lado, não é errado se uma empresa como a Apple difundir que seu novo iPhone será mais revolucionário que os anteriores, mesmo que as diferenças desta versão para a anterior sejam praticamente imperceptíveis.

Mensagens deste tipo potencializam as qualidades do produto e, sem dúvida, dependem muito da interpretação do que cada indivíduo entende por “revolucionário” em relação a um produto.
Existe uma linha muito tênue entre a verdade e a mentira na publicidade.

A boa publicidade, ao contrário de um texto de filosofia ou uma lei jurídica, que deve ser a mais exata possível, não trata de comunicação de conceitos.

A boa publicidade vai lidar basicamente com uma comunicação emocional entre a marca e o consumidor, com
o objetivo de persuadi-lo a comprar um determinado produto ou serviço pelas qualidades incríveis que ele possui.

Uma boa comunicação para um produto ou serviço deve potencializar as suas qualidades e neutralizar os seus defeitos, para que numa percepção de relação custo x benefício o consumidor sinta que está fazendo a melhor compra por causa das qualidades do produto.

Não é fácil criar uma mensagem para um produto ou serviço que não tenha algum diferencial ou qualidade excepcional. E obviamente não devemos inventar mentiras para promover produtos, pois além de eticamente reprovável, tais mensagens trarão um efeito contrário para a marca anunciante.

Um bom produto e um bom marqueteiro são receitas infalíveis. Obviamente para fazer uma boa propaganda de um produto, precisamos que esse produto de fato seja bom. O profissional deve também saber comunicar as qualidades fantásticas que o produto possuí.

Para criar a melhor publicidade para um ótimo produto ou serviço é fundamental conhecer bem as suas qualidades e fraquezas, oportunidades de mercado e ameaças (o famoso SWOT) e buscar uma comunicação sincera, mas que dê o máximo de força para as qualidades que ele possui.

Quem nunca ouviu as frases: “Isso é puro marketing”. “Aquilo foi só uma jogada de marketing”? Elas são bem comuns e já nos acostumamos a elas. Mas, você já parou para refletir sobre a mensagem implícita nelas? Já se preocupou com o impacto que causam em suas ações?

Temos certeza que se você trabalha com marketing, vendas e áreas relacionadas já deve ter ficado pelo menos preocupado em garantir que sua campanha não trouxesse efeitos negativos para a marca que você representa.

Lembra daquela frase: “últimos unidades em estoque” que todo mundo sabe que não é verdade? Campanhas políticas então nem dá para considerar…

Pergunto: Compensa apostar a reputação da marca com seus consumidores, utilizando uma mensagem falsa em troca de uma ação temporária, de alguns likes, e que ainda irá prejudicar a confiança em sua empresa?
Deixo para você refletir sobre a resposta!

Não sabe como utilizar uma Comunicação eficiente para fortalecer sua marca? Fale conosco. Estamos aqui para auxiliá-lo na definição de sua estratégia, na ampliação de seu produto e na construção de sua marca.

Marketing de Serviços é a nossa praia!!!

www.planeto.com.br

#marketingdeserviços; #diferenciação; #relacionamento; #comunicacao; #publicidade; #vender; #marketing; #reputacao; #preferenciadoconsumidor; #fidelizacao; #cliente; #mensagem; #campanhas

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *